24 Junho 2020

Qual a importância do Data Strategy para o setor farmacêutico?

Nos dias que correm, e independentemente da dimensão de uma empresa, ter uma visão global e unificada de todas as informações relacionadas com o negócio é essencial para o seu desenvolvimento e crescimento. Os dados têm impulsionado a transformação digital e, quando falamos da sua recolha e análise, esta aplica-se a todas as áreas que compõem o negócio e, quanto mais dados obtivermos da nossa atividade, maior a possibilidade de os podermos converter em vantagens competitivas.

Atualmente, muitas empresas já possuem dados que fazem parte do Data Analytics, no entanto, ainda são poucas as que fazem o aproveitamento estratégico de toda a informação que estas tecnologias podem fornecer.

Na prática, a utilização deste tipo de soluções disruptivas pode materializar-se em inovação: inovação tecnológica, inovação de produto, inovação da estratégia de marketing e vendas, inovação na gestão de recursos humanos, inovação da própria organização.

Na indústria farmacêutica, esta realidade é também evidente. Aliás, atualmente, perante a situação do covid-19, muitas são as empresas farmacêuticas que estando na corrida para encontrar um medicamento ou vacina que trave a pandemia, recorrem à inteligência artificial para agilizar todo o processo.

As constantes mudanças tecnológicas, as reformas regulatórias, a queda das margens, a pressão na redução de custos e a crescente concorrência são alguns dos desafios que esta indústria enfrenta e que exigem um maior conhecimento e controlo de todas as vertentes do negócio.

Este setor trabalha com um enorme volume de dados, muitos deles sensíveis, que são provenientes de diferentes fontes e, por isso, necessita que os mesmos sejam fiáveis e consistentes para que os possa cruzar e gerar informação valiosa. Esta informação vai permitir que as diferentes áreas possam identificar oportunidades, agilizar processos, monitorizar tarefas e otimizar procedimentos, aumentando assim a performance de toda a organização.

No setor farmacêutico, a análise preditiva fornece ainda insights importantes para a descoberta, por exemplo, de novos medicamentos. As soluções tecnológicas podem assumir um papel importante para reduzir os custos, o tempo dos ensaios clínicos e automatizar tarefas.

Seja diminuindo os custos de investigação e desenvolvimento de novos medicamentos, seja reduzindo a probabilidade de erros durante os ensaios clínicos ou até agilizando os processos de gestão logística, produção e controlo de qualidade, as soluções de Data Analytics e IA (Inteligência Artificial) levam o setor farmacêutico a um novo patamar que oferece agilidade, performance e competitividade às organizações.

Assim, a aposta na tecnologia traz benefícios muito significativos às organizações, quer na otimização dos processos operacionais existentes, quer na identificação de novas oportunidades através da análise de comportamentos e padrões, e este setor não é exceção. Na verdade, existem muitos exemplos concretos de utilização do Data Analytics e de Inteligência Artificial na indústria farmacêutica, como a otimização da inovação e dos ensaios clínicos; a análise do comportamento dos utentes e pacientes permitindo uma oferta direcionada e personalizada; a otimização da cadeia logística e redução de custos; maior controlo das vendas e dos custos de produção, identificação de oportunidades e novas formas de otimizar o negócio; ou, a possibilidade de acompanhar o controlo de qualidade e retificação de erros atempadamente.

A transformação digital é uma realidade nas nossas vidas, e sem dúvida que veio para ficar e, apenas as organizações que melhor se adaptem a soluções tecnológicas disruptivas, conseguirão ter mais sucesso e diferenciar-se da concorrência ao permitir que os decisores tenham acesso a informação complexa, mas de forma rápida, fiável e precisa, o que permite desenvolver um plano estratégico mais eficaz e inovador, criando assim uma empresa mais inteligente e resiliente.

 

 

 José Oliveira BI4ALL
  José Oliveira         
        CEO