6 Agosto 2019

Impulsionar a velocidade do seu negócio com Analytics e Big Data

O setor automóvel continua a enfrentar uma crescente quantidade de desafios dinâmicos e pressões que vão desde os custos e concorrência, passando pela volatilidade do mercado, a inovação e a globalização, sem esquecer que hoje, temos um consumidor cada vez mais informado e exigente. Não obstante, o desenvolvimento contínuo das tecnologias está inevitavelmente a causar transformações dentro do ecossistema do setor automóvel e, é sem dúvida, um dos elementos mais importantes para impulsionar a produtividade ideal.

Para além do aumento exponencial dos dados vindos das mais diversas fontes, temos ainda os veículos conectados, bem como os autónomos, que atualmente também contribuem para este aumento. Segundo o Automotive World, estima-se que os veículos conectados possam emitir cerca de 5TB de dados numa hora…

Alguns veículos conectados já possuem tecnologia avançada com centenas de sensores e processadores integrados que permitem informar o seu cliente de forma imediata e remota caso necessite de trocar o óleo ou algum sensor se avarie. O aumento da conetividade trará recursos aprimorados de segurança e ferramentas analíticas e de diagnóstico. Segundo a McKinsey, em 2020, 98% dos novos veículos estarão conectados. 

De acordo com um relatório da SNS Telecom, calcula-se que em 2020, os serviços de carros conectados serão responsáveis por aproximadamente US $40 biliões anuais. Esses serviços incluem navegação, gestão de frota, diagnósticos remotos, notificação de colisão automática, segurança melhorada, seguro baseado no uso, gestão de tráfego e condução autónoma.

Os veículos autónomos usam uma grande variedade de dados, tendo sensores para monitorizar a velocidade, direção, sinais de trânsito, proximidade de peões e perigos. Recorrendo aos insights gerados, os veículos conseguem responder adequadamente, sem o erro humano. A indústria automóvel também tem trabalhado para usar o Big Data e outras combinações tecnológicas para que os veículos autónomos se tornem mais populares.

Uma pesquisa conduzida pela Gartner, em 2017, apontou que 55% dos entrevistados (americanos e alemães) referiram que não andariam num carro totalmente autónomo. A aposta do setor é que esse comportamento do consumidor mude em breve. O desafio, segundo os maiores fabricantes ouvidos pela Gartner, é demonstrar as vantagens dos recursos de autonomia dos automóveis: redução das taxas de acidentes, cortes de custos de assistência médica, seguro e danos.

Além disso, os veículos autónomos tornarão as cidades mais inteligentes, pois têm a capacidade para reduzir congestionamentos do trânsito e aumentar a eficiência do combustível, por exemplo.

Prevê-se assim que em 2030, até 70% dos carros novos vendidos podem ter recursos de condução automática, sendo que 15% podem ser totalmente autónomos.

Como ter um elevado desempenho no setor Automóvel com Analytics e Big Data?

Num mercado tão competitivo, no qual a inovação é determinante para o sucesso, é tempo de pensar nas vantagens de implementar uma estratégia Data-driven na sua empresa, pois através da tecnologia certa, todos os dados disponíveis são agrupados e trabalhados de forma a proporcionar-lhe insights fiáveis, e em tempo real, que o ajudarão a tomar decisões assertivas e mesmo detetar falhas enquanto o veículo ainda está no estágio de projeto. Isso economizará muitos custos, tempo e oferecer uma maior agilidade de processos.

Uma análise de dados eficaz permite ainda enfrentar os desafios de forma estratégica, aumentando a competitividade e a performance da sua empresa.

 

 

A produção, a cadeia de valor, o marketing, a qualidade e o desenvolvimento de automóveis inteligentes são algumas das áreas mais desafiantes para o setor automóvel e que beneficiam diretamente com a informação obtida das várias fontes de dados.

Mas a adoção de soluções de Analytics e Big Data pelo setor não se resume apenas aos dados gerados pelos veículos e consumidores, aplica-se também a um controlo superior das máquinas na hora de projetar, fabricar e rever automóveis, sendo crucial por isso para os fabricantes. Através da implementação destas soluções tecnológicas pode acompanhar o design, a qualidade do trabalho, o processo de produção e o nível da segurança o que permite detetar falhas e reduzir significativamente os custos. A tecnologia IoT facilita a gestão do ciclo de vida do produto, acelerando os cronogramas de engenharia e produção. A conectividade do veículo ajuda os fabricantes a rastrear defeitos nos produtos, aumentando a confiança e minimizando os riscos de falhas.

Também ao nível do marketing e das vendas, a implementação de soluções de Analytics e Big Data oferecem um enorme valor. Conhecer melhor o seu cliente, as suas tendências e hábitos de compra pode agregar um enorme valor à sua estratégia e impulsionar as vendas ao criar campanhas de marketing mais segmentadas e impactantes de acordo com o perfil do consumidor, respondendo assim às exigências e necessidades dos seus clientes e potenciais clientes.

Para uma gestão de frotas eficaz, as grandes vantagens incidem na extração de dados dos veículos em circulação (localização, condição do carro, custos com o consumo de combustíveis, hábitos dos motoristas) pois permitem otimizar as rotas, monitorizar o status, reduzir os custos de manutenção e melhorar o desempenho do veículo.

Hoje, sem dúvida que a tecnologia anda de mão de dada com o setor automóvel, desenvolvem-se carros mais eficientes, inteligentes e com motores menos poluentes. Mas a análise de dados pode também ser crucial no relacionamento com o cliente e na otimização dos processos, tornando a empresa mais dinâmica e rentável.

Ao adotar soluções de Data Analytics, a sua organização consegue ficar um passo à frente da concorrência ao prever com maior exatidão o comportamento do cliente, melhorar o atendimento e investir com maior precisão em novos produtos ou serviços. Assim, a indústria consegue acompanhar o que a concorrência está a fazer, perceber o que o consumidor procura, o sentimento deste em relação à marca e quais os fatores mais decisivos na hora de fechar negócio.

Certo é que a indústria automóvel está a mudar e o futuro promete ser desafiante. Está preparado para a nova realidade?