A relevância do Business Intelligence para o sector da Indústria

O sector industrial tem vindo a enfrentar novos desafios ao longo dos últimos anos. Estes passam pela complexidade crescente das cadeias de fornecimento associadas à globalização, pela interligação entre as diferentes áreas, pela entrada da indústria 4.0 e por novos processos industriais que obrigam as várias indústrias a passarem por um processo de renovação. Um aspeto comum a todos estes novos desafios reside na necessidade de adoção de procedimentos digitais que assegurem a gestão destes processos complexos, coordenando-os para um eficiente funcionamento da empresa, sendo que este processo de transformação digital, já em curso, eleva assim a relevância do Business Intelligence na tomada de decisão.

Integradas num mercado cada vez mais global, competitivo e exigente, onde a complexidade e a instabilidade são as palavras de ordem, as empresas necessitam de ter rapidamente na sua posse toda a informação necessária para poderem tomar as melhores decisões a nível estratégico. Pelo que essa informação se torna indispensável à adequada gestão das expectativas de clientes e investidores, permitindo identificar e concentrar a atividade da empresa nos processos de negócio que possam trazer, realmente, mais-valias para estes e, simultaneamente, promover o seu crescimento e a adaptabilidade, gerando o retorno financeiro esperado.

Conhecer as variáveis fundamentais para a gestão do negócio e obter o equilíbrio mais adequado entre elas poderá fazer toda a diferença entre o sucesso e o crescimento e o fracasso de uma organização. Desta forma, conhecer profundamente e detalhadamente a performance do negócio e as especificidades do meio onde está inserida, são requisitos imprescindíveis para qualquer empresa que hoje em dia pretenda, não só manter-se, mas também ter a capacidade de evoluir e crescer num mercado, cada vez mais exigente e global, o que só o é possível com a incorporação de ferramentas de Business Intelligence.

No entanto, embora estas ferramentas, segundo a Gartner, sejam indicadas como as tecnologias número 1 para as organizações, apenas 26% das empresas estão realmente a conseguir extrair dados, transformando-os em insights relevantes para o seu negócio, marcando assim vantagens competitivas no seu mercado.

Um claro exemplo desta transformação, é o sector da indústria, pois as empresas deste sector enfrentam o constante desafio de incrementar os seus níveis de qualidade, reduzir custos e aumentar a sua rentabilidade, rapidez e agilidade. Assim, ao incorporarem uma solução de Business Intelligence e Analytics, irão conseguir tornar-se mais ágeis, ter uma maior capacidade de adaptação e atuarem à escala dos mercados globais.

Neste sentido, o desafio passa pela capacidade de, através da implementação de soluções de Business Intelligence (BI) e Analytics, ter a informação essencial para gerir com maior eficiência, bem como reduzir os custos associados à produção. Pois ao estabelecerem uma interligação e permitirem o fluxo de informação das equipas de gestão até às linhas de produção, estes conseguem fornecer informações únicas e em tempo útil para uma maior eficiência no processo de tomada de decisão. Assim, os modelos de BI, permitem disponibilizar às organizações os meios necessários para estas poderem analisar o desempenho da sua atividade em tempo real, e no nível de detalhe pretendido, de uma forma rápida, abrangente e de clara compreensão.

Uma solução de BI possibilita também responder às necessidades das empresas atuais, assegurando a gestão, de forma integrada, de todo o ciclo de produção, desde as encomendas, passando pela fábrica, até ao cliente. Esta superior capacidade de análise possibilita igualmente o controle do inventário e desenvolvimento de orçamentos que incorporem dados de produção, operação, vendas e financeiros para previsão e planeamento. Deste modo, ao analisar os lucros e as perdas, incluindo análise de vendas de produtos, matérias-primas, despesas de fornecedores e rentabilidade de diferentes distribuidores, promovem uma melhoria da eficiência operacional e a redução de custos. É assim possível a análise da informação e a tomada de decisão em qualquer local, mesmo fora da fábrica.

Em suma, o Business Intelligence, na obtenção de dados relativos ao negócio das empresas, assume uma importância cada vez maior ao dinamizar os negócios e ao apoiar o processo de tomada de decisão, de forma mais “inteligente”. Inteligente não é apenas o facto de estarmos no controlo do negócio, mas também pela previsão e antecipação de cenários que lhe permitem agir no momento certo.

E, a sua organização já está a produzir de acordo com as mais recentes tendências tecnológicas? Já imaginou a eficiência que poderia alcançar se já o estivesse a fazer?

  • Artigo de opinião publicado no meio Vida Económica - 29 Junho, 2018