14 Fevereiro 2019

A aplicabilidade do Analytics e Big Data na transformação digital

Os dados são o novo petróleo do século XXI. Esta premissa não é nova e atualmente os gestores reconhecem que os dados são vitais para o sucesso e sobrevivência de qualquer empresa. Mas como aceder a esses mesmos dados de forma eficiente e com resultados eficazes para a sua empresa? Como potenciar as informações que tem disponíveis, de forma estruturada e que represente uma mais valia para o negócio?

Um dos maiores problemas dos gestores é o facto de terem a informação, mas esta estar dispersa por várias fontes, para além disso, muitas vezes deparam-se com diferentes versões da mesma verdade. Com toda a certeza já houve algum momento crítico em que teve dificuldade em aceder à informação que necessitava. Ou então deparou-se com um relatório que não continha toda a informação que precisava em determinado momento. Ou até continha, mas tinha uma leitura confusa e complexa. Muitos dados nas empresas não são estruturados adequadamente para análise, ou seja, pode ter dados que não precisa e precisar de dados que não tem.

É a partir dessa altura que surge a necessidade de ter soluções de Analytics e Big data, ou seja, soluções que trabalham estes dados de forma eficaz e que permitem que sejam usados na definição da estratégia da organização. Sem dúvida que o Data Science transforma os modelos de negócio tradicionais. Ao usar algoritmos e análise de padrões de dados consegue identificar tendências, soluções e padrões, que analisados podem apoiar a gestão e garantir melhores estratégias.

Empresas como a Google, o Facebook, ou o Netflix têm o conceito de Big Data no seu ADN, uma vez que os modelos de negócios se baseiam na análise de dados. Mas o Analytics e Big Data está a mudar e a agilizar também os processos de empresas mais tradicionais e em vários setores de atividade.

De acordo com o IDC FutureScape, até 2019, 40% das iniciativas de transformação digital serão suportadas por capacidades cognitivas/Inteligência Artificial, fornecendo informações críticas oportunas para novos modelos operacionais e de monotorização. Além de que, até 2020, a proporção de organizações que terão implementado estratégias de plataforma digital terá mais do que duplicado.

Com inúmeras vantagens para o negócio e com um impacto direto nos indicadores de gestão, as soluções de Analytics e Big Data permitem aglomerar um grande volume e variedade de informação, de forma a gerar insights que levam a melhores decisões.

analytics big data digital transformation

 

Interesses pessoais, género, idade, localização, interações online, histórico de compras ou serviços adquiridos são algumas das informações através das quais podemos melhorar e segmentar a oferta da empresa, melhorando os processos internos, o serviço ao cliente ou ganhando uma maior vantagem competitiva face à concorrência.

A verdade é que agora os clientes interagem de novas formas e a sua experiência influencia a imagem da empresa e as decisões de compra. Com a transformação digital consegue melhorar a experiência e a satisfação do cliente. A Gartner afirma que até 2020, os clientes irão administrar 85% do seu relacionamento sem falar com um ser humano.

Assim tecnologias como o Analytics e o Big Data são determinantes para a transformação do negócio, e muitas empresas já entenderam as vantagens de investir na transformação digital, de forma a manterem-se competitivas num mercado que se apresenta cada dia mais exigente e inovador.

O Analytics e Big Data são assim, hoje em dia, soluções essenciais para que a transformação digital tenha impacto na empresa. Sem dúvida, que a era digital trouxe novos desafios, mercados e concorrentes às empresas, que têm de adaptar processos, reduzir custos e ajustar a sua oferta de forma a torná-la mais personalizada.

A transformação digital obriga os gestores a repensarem a forma de fazer negócios e de chegar ao cliente e a adoção de soluções de Analytics e Big Data tem um forte impacto na performance da empresa. Contudo, de ressalvar, que os colaboradores são uma variável importante em todo este processo de transformação digital.

Segundo o estudo “Transformação Digital, estão as empresas portuguesas preparadas?” que a EY lançou com a Nova SBE, “os investimentos em digital ainda estão a descurar as vertentes de pessoas e organização, gestão de informação e estratégia e liderança. Focar os investimentos nos pilares do digital que fazem mais sentido para o negócio é importante, mas descurar as vertentes de talento e a estratégia cria riscos a médio prazo”.

Em conclusão, a tecnologia assume um papel de destaque dentro das empresas, e torna o negócio mais eficaz. Mas igualmente importante é o envolvimento de todos os colaboradores e prepará-los para novas formas de trabalhar, que trarão eficiência e competitividade para dentro da organização.