Caso de Sucesso

Vieira de Almeida

A VdA e a BI4ALL têm colaborado em diversas iniciativas desde há vários anos, numa relação de parceria que se iniciou com um projeto de integração de informação em sistema de report desenvolvido para suportar a decisão da liderança da firma. Recentemente, a VdA reformulou os dashboards de business intelligence no sentido de melhorar a legibilidade e sofisticar a experiência de utilização, acrescentando e ajustando alguns dos indicadores de gestão.

A Empresa

A VdA é uma firma de referência internacional, com mais de 40 anos, destacando-se pelo percurso de excelência na prestação de serviços jurídicos altamente especializados em várias indústrias e práticas. Com mais de 450 colaboradores, está presente, através da VdA Legal Partners, em 13 jurisdições, agregando uma vasta cobertura setorial em todos os países africanos da Comunidade de Países de Língua Oficial Portuguesa, e em diversos países francófonos, bem como em Timor-Leste.

A VdA tem sido reconhecida consistentemente pela excelência e caráter inovador dos seus serviços, tendo recebido as mais prestigiadas distinções e prémios internacionais da indústria da advocacia empresarial.

Desafio

Passados vários anos desde o lançamento da primeira versão dos dashboards de business intelligence, foi necessário desenvolver novos layouts que permitissem uma experiência de navegação e acesso mais funcional, integrada e apelativa aos dados e indicadores relevantes, por parte dos utilizadores finais, numa consulta que necessitam de realizar numa base corrente, mas não necessariamente diária, explica o Diretor de Tecnologia, Rui Alves.

O formato anterior estava já estruturado. A informação estava estruturada de uma forma muito condensada: “Para quem consulta os dados e indicadores da firma numa base diária, é muito útil visualizar a informação condensada em poucos layouts, mas para quem consulta esses dashboards numa base menos corrente tem dificuldade em navegar e interpretar tanta informação e extrair o necessário, tornando a experiência por vezes avassaladora”, salienta o Diretor Financeiro, Pedro Pinto Coelho.

Por outro lado, “era crucial uma maior integração dos dados permitindo, a cada momento, extrair informação atualizada por parte de quem trabalha estes indicadores, utilizando-os como base de trabalho para preparar reports e outras iniciativas. Agora os utilizadores conseguem perceber de forma mais intuitiva onde estão e para onde têm de caminhar”, comenta a Diretora de Negócio & Conhecimento, Margarida Saragoça.

Matilde Horta e Costa, Diretora de Talento & Corporate Affairs, acrescenta que “importava desenvolver um novo design, alinhando o ambiente dos dashboards com o site institucional, tornando-o mais apelativo e comunicar a informação sobre os dados de forma mais acessível. Adicionalmente, o facto de a firma ter evoluído em termos de estrutura orgânica, com reorganização das áreas internas, tornou necessário adaptar a ferramenta de forma profunda”.

A Solução

Para acompanhar o projeto, a VdA criou um grupo de report representado por três grandes áreas: Financeira, Talento e Negócio. “Foi uma equipa multidisciplinar que funcionou ao longo do projeto de uma forma muito coesa. Iniciámos o processo com um Briefing sobre o objetivo a atingir, tomando como ponto de partida a reformulação dos atuais dashboards disponíveis. A partir daí acordámos no framework e iniciámos o processo de construção e desenvolvimento. Creio que criámos um produto muito consensual, homogéneo e coerente em termos de apresentação e de qualidade de dados”, começou por explicar o Diretor Financeiro, Pedro Pinto Coelho.

Esta equipa, em conjunto com a equipa da BI4ALL, também esta multidisciplinar, englobando competências de desenho gráfico, programação e analítica, colaborou ao longo de cerca de 6 meses para alcançar o produto final.

Apesar de, como realça o diretor de Tecnologia, Rui Alves, parte significativa do projeto ter sido feito em ambiente de confinamento, a verdade é que os objetivos foram atingidos com sucesso e conseguiu-se que esta importante ferramenta obtivesse enorme adesão por parte dos seus utilizadores.

Quanto ao futuro, Pedro Pinto Coelho refere que há uma componente que não ficou abrangida por este projeto, e que é a componente de escritórios da rede internacional. Além de admitir que naturalmente há sempre melhorias que podem ser feitas de forma a otimizar o uso da ferramenta.

Testemunhos

Casos de Sucesso