Caso de Sucesso

Mudum Seguros

A Empresa 

A Mudum – Companhia de Seguros, S. A. (Mudum Seguros) foi criada a 1 de outubro de 1996 com a missão principal de servir o segmento de mercado de particulares nos seguros de ramos não vida.  

A venda de produtos é feita pelos parceiros numa estratégia de maximização das sinergias e de oferta de um serviço completo aos clientes. 

A atividade da Mudum Seguros pauta-se por 5 valores essenciais: Orientação para o cliente, procura da excelência, iniciativa individual, honestidade e integridade e espírito de equipa.  

Com estes valores a Mudum Seguros procura prestar um contributo decisivo para a confiança e segurança das pessoas, procurando distinguir-se pela simplicidade e facilidade das escolhas apresentadas, pela confiança construída com base na clareza da linguagem utilizada, pela qualidade de serviço e pela rapidez no tratamento das necessidades dos clientes. 

A Mudum Seguros faz parte do grupo financeiro francês, Crédit Agricole, sendo o seu único acionista o Crédit Agricole Assurances. Este sempre fez parte da estrutura acionista da companhia, sendo que em 2020 tornou-se o seu único acionista. 

O Grupo Crédit Agricole é um dos principais parceiros da economia francesa e um dos maiores grupos bancários Europeu. Nesse âmbito é o principal banco de retalho, o maior gestor de ativos e o primeiro “bancaassurrer” do continente Europeu e o 10º maior Banco a nível mundial. Está presente em 47 países, junta 147 mil colaboradores e gere 53 milhões de clientes à escala global.  

O Crédit Agricole Assurances é o grupo segurador líder em França e o ator de Banca Seguros líder na Europa. Tendo soluções para responder a todas as necessidades de proteção e poupança dos seus clientes, sejam eles particulares ou empresas, atualmente está presente em 8 países e junta 5100 colaboradores.

O Desafio 

Há mais de 20 anos que a Mudum Seguros potencia a utilização dos dados que tem ao seu dispor para operar o seu negócio, procurando ser inovadora na forma como o faz em função dos seus clientes e serviços que presta.  

“Por exemplo na adequação das tarifas dos prémios de seguros de acordo com o perfil do cliente, o uso dos dados para suportar o negócio sempre fez parte da nossa forma de operar”, começa por explicar Mara Ferreira, Diretora da Direção de Dados Tecnologia e Transformação, na Mudum Seguros.  

Com as recentes alterações dos acionistas na companhia, surgiu a necessidade de rever estruturalmente o parque tecnológico utilizado, bem como a organização e as equipas. “Estender a capacidade de uso de dados para melhorar os serviços que prestamos e a forma como operamos foi considerado prioritário para a companhia. Nesse sentido, em 2022, decidimos reforçar a aposta na área de Dados e foi criada uma estrutura organizativa dedicada. Foi assim pensado, definido e iniciado um programa de dados.”, refere a responsável.  

A Solução 

Sendo a área de Dados uma nova estrutura na companhia, houve a necessidade de reforçar a capacidade interna com um parceiro que conseguisse aportar recursos e conhecimento especializado em matéria de dados, de forma transversal, a todos os pilares de atuação do programa.  

“Procurávamos uma entidade que tivesse conhecimento e experiência no desenho e implementação de arquiteturas e soluções tecnológicas, que tirasse partido das capacidades tecnológicas atuais, mas que também conhecesse os desafios inerentes a uma organização com sistemas de informação maduros. Era ainda crucial  que tivesse conhecimento da realidade e especificidades do setor segurador (incluindo as exigências decorridas da regulamentação IFRS17) e que tivesse a capacidade de ajustar o ritmo e equipas aos vários projetos em curso na companhia”, especificou Mara Ferreira. 

Acrescentando que “a BI4ALL é uma empresa reconhecida no mercado na área de Data Analytics, apresentou-se como uma empresa flexível, capaz de compreender os desafios da Mudum e de ajustar as equipas que coloca ao nosso serviço de modo a que, em conjunto, fossem criadas as soluções adequadas à companhia.  

O trabalho foi assim iniciado com a revisão da arquitetura tecnológica de suporte a dados, garantindo que esta é modular e seriamos capazes de a implementar de forma faseada e tirando partido dos projetos em curso. Pelos conhecimentos demonstrados pela equipa desafiámos a BI4ALL a participar também em iniciativas relacionadas com a criação do catálogo e glossário de dados da companhia, sendo a prioridade inicial o domínio de dados de clientes”.  

A Mudum está atualmente a selecionar a ferramenta tecnológica de governo de dados que permita suportar a política de qualidade de dados definida e a BI4ALL está a apoiar a realização de provas de conceito com duas tecnologias distintas, trabalhando em conjunto com o Centro de Excelência do grupo Credit Agricole Assurances. As provas de conceito visam a experimentação da tecnologia para avaliar a sua adequação aos requisitos da companhia relativamente a capacidades de gestão, integração tecnológica, inventariação de dados (automática e manual), usabilidade, segregação de funções, custos de investimento, custos de manutenção e dependência do fornecedor. 

Adicionalmente, a BI4ALL também está a dar suporte na criação de governo, boas práticas e regras de uso de tecnologia para suportar a exploração de informação, nomeadamente o Power BI.  

O uso de Power BI de forma descentralizada na organização tem vantagens fortes do ponto de capacitação da organização para explorar dados e partilhar indicadores, no entanto a Mudum procura responder a questões como: Onde são guardados os relatórios e dashboards? O que acontece se alguém sair da companhia ou mudar de departamento? As fontes de dados usadas são fiáveis? Os objetos usados são suportados ou haverá problemas de compatibilidade no futuro próximo? Os indicadores são claros e únicos? Quem pode publicar dashboards e para que audiência?  

Estas e outras questões foram o mote para a criação do governo, regras e boas práticas definidas e em melhoria contínua. Foram feitas sessões de partilha de conhecimento e experimentação para toda a companhia em formato híbrido.

Os Resultados

  • Adoção interna do uso das novas ferramentas de trabalho para exploração de dados e produção de informação para reporting. Para isso, foi fundamental o acompanhamento e a correta definição de um plano da gestão da mudança e data culture, passando também pela formação recorrente e follow-up aos desenvolvimentos. Segundo Mara Ferreira, “a BI4ALL também tem um papel fundamental nesta componente, apresentando boas práticas de estratégias e metodologias de como implementar as iniciativas do Programa de Dados”. 
  • Disponibilização centralizada, a curto/médio prazo, dos principais KPI’s de cada área, de modo a que contribuam de uma forma ativa para a tomada de decisão dos órgãos de gestão sobre a atividade da Companhia, sendo o principal foco a satisfação do cliente e a disponibilização de melhores ofertas no mercado. 
  • Criação de políticas de dados e de gestão de informação que tenham um alinhamento estratégico com o negócio. Este alinhamento poder trazer maiores benefícios em termos de criação de novos insights no negócio da Companhia. 
  • Tirar o maior partido da informação que se se vai construir com a implementação do sistema de Bussiness Intelligence (BI) que combinam os dados dos sistemas operacionais com  ferramentas analíticas, tendo como objetivo melhorar a qualidade de informação e a melhoria geral do desempenho da organização. O grande objetivo é ter a informação consolidada para obter maior produtividade e tomar decisões com base em insights. 

 

Testemunhos

Casos de Sucesso