29 Setembro 2017

Cognos Analytics: Como Criar um Data Module

O Cognos Analytics traz consigo grandes mudanças quando comparado com as versões antigas. Para além dos Dashboards, a modelação dos dados é também possível através da funcionalidade “Data Module”. Embora se destine a integrações simples, o presente artigo procura dar a conhecer melhor esta ferramenta tendo como foco uma componente prática do mesmo.

1.1. O que é um Data Module

Para ser possível explorar os dados, é necessário modelá-los primeiro – criar ligações entre tabelas, definir chaves e métricas, etc. Quando um utilizador escolhe um atributo e uma métrica num relatório, a correlação dos dados só é possível porque existe uma ligação modelada.

O framewok manager é uma ferramenta frequentemente utilizada para estas capacidades, no entanto com o Cognos Analytics, já é possível modelar os dados de uma forma simples e rápida quando se trata de integrações simples, como ficheiros ou pequenas tabelas.

1.2. Guia Prático

1.1.1.      Primeiros passos:

 

Este guia está dividido em duas fases:

1: Como criar um data module utilizando ficheiros Excel e tabelas de bases de dados (ver vídeo).

2: Como criar um data module utilizando fontes OLAP (ver vídeo).

Este guia foi criado utilizando a base de dados e cubo gosales. Foi também criado com a versão 11.0.6 do Cognos, sendo, portanto, possível que algumas funcionalidades não se encontrem presentes em versões anteriores.

1.1.2.      Como criar um data module utilizando ficheiros excel e tabelas de bases de dados

 

  • Selecionar “New” – “Data Module”;
    • Escolher dos data servers a base de dados gosales e os dois ficheiros Excel (Sales.xls e Returns.xls). Selecionar “Start”;
    • Arrastar os dois ficheiros xls para o data module;
    • Escolher da base de dados gosales as tabelas order method e return reason e arrastá-las para o data module.
  • Selecionar a coluna Order ID do Sales.xls e nas propriedades colocar o usage como Identifier.
    • Repetir o processo para as colunas Row ID e Sales Staff.
    • Colocar o usage do Customer Segment como attribute
    • Colocar o product color como Identifier.
    • Repetir o processo para a coluna order method code.
    • Colocar o returned reason como identifier
    • Colocar a Reason Description como attribute.
  • Pode-se facilmente esconder uma coluna sem a eliminar do modelo. Para esconder a coluna Reason Description AR, ir às propriedades e selecionar a opção “This item is hidden from users”.
  • Repetir o processo para a tabela Order Method.
  • Ordenar a coluna Order Method En. Nas propriedades avançadas, selecionar a opção “sort”.
  • Selecionar as tabelas Sales e Returns e com o lado direito do rato clicar em “join”. Escolher o tipo de relação e cardinalidade tendo como base o seguinte diagrama:

 

 

  • Repetir o processo para as restantes tabelas.
  • Criar uma custom calculation para contar o número de devoluções.
    • Selecionar “New data module” e depois “Create custom calculation”
    • Escrever a expressão de cálculo.
    • Clicar em “Validate” e depois “Ok”
  • Guardar o Data module
  • Criar um Dashboard com o data module como fonte de dados.
    • Explorar o modelo.

 

1.1.3.      Como criar um data module utilizando fontes OLAP.

Um cubo OLAP não pode ser aberto num data module. A criação de data sets é a opção para a utilização de dados de cubos num data module.

Neste guia iremos criar dois data sets. A criação é bastante simples e prática, sendo bastante similar com uma lista num report Cognos.

  • Ir ao Team Content e criar um data set do cubo gosales.
  • Selecionar a opção “Create Data Set” com o lado direito do rato no cubo.
  • Arrastar as colunas: Sales Staff Code, First Name, Manager, City, Country e Sales Region da dimensão Sales Staff.
  • Guardar o data set.
  • Criar outro data set.
  • Arrastar as colunas: Product Color Code e Product Color da dimensão Products.
  • Guardar o data set

Quando se trabalha com fontes OLAP, é necessário um refrescamento de dados após a criação do cubo. Para isso é necessário criar um Schedule para refrescar os dados de forma automática. Neste guia vamos fazê-lo de forma manual e imediata:

Selecionar o dataset e escolher a opção “refresh”:

  • Para criar um Schedule, ir às propriedades e no separador “Schedule” selecionar “new”:

 

  • Ir ao data module criado na secção 1.
  • Adicionar os 2 data sets como fonte.
  • Arrastar os data sets para o data module.
  • No data set Sales Staff:
    • Colocar o sales staff code como identifier
    • Colocar a Sales Region como region na opção Represent. à Esta opção é bastante útil para mapas ou expressões temporais.

 

  • Data set Produto:
    • Colocar o product color code como identifier.
  • Selecionar as tabelas Sales e Product e com o lado direito do rato escolher a opção “Join”. Escolher a cardinalidade e o tipo conforme o seguinte diagrama:

 

  • Repetir o processo para as restantes tabelas.
  • Como não estamos a trabalhar com dimensões nem hierarquias, a única maneira de fazer drill down/up dos dados é criar um navigation group. Vamos criar um para os produtos:
    • Selecionar Product Category e “Create navigation group”
    • Arrastar as colunas: Product Sub-category, Product Name, Product Container.

  • Guardar o data module.
  • Explorar os dados recorrendo a um dashboard.

 

Conclusões

O data module é definitivamente um grande passo para o Cognos. Podemos utilizá-lo para aceder e modelar dados provenientes diretamente das bases de dados ou simplesmente de ficheiros. Podemos também criar cálculos, filtros, adicionar novas tabelas e atributos, ou atualizá-las de forma simples e prática.

Visto que um data module quando é guardado é visto como um ficheiro no portal, os restantes utilizadores poderão também acedê-lo se assim for pretendido, seguindo a mesma lógica que os relatórios e dashboards criados.

Os data modules tanto podem ser utilizados nos dashboards como nos relatórios, e podem ser provenientes de meros ficheiros como de cubos ou packages FM (sendo imperativo, nestes casos a criação de data sets).

No entanto, é importante salientar que os data modules não substituem o IBM Cognos Framework Manager, Cube Designer ou até mesmo o Transformer, visto que estes continuam a ser necessários para modelações mais complexas que infelizmente o data module não consegue realizar.

     

      

      

      

      Rita Ramos